sexta-feira, 10 de maio de 2013

Resenha do livro "As mil e uma noites"


                      As mil e uma noites


Colégio Salesiano de Belo Horizonte
Disciplina: Língua Portuguesa
Professora: Viviana Portilho B. de Lacerda                  Turma: 8º D
Educandos(as):  Izabela Guedes, Letícia Lessa, Mariana Dias Novaes e Thaís Araújo.

O livro ‘As mil e uma noites’ da 12 edição do ano de 1997 da editora Scipione, adaptação de Julieta de Godoy Ladeira, se trata no passado. A história é do rei Shariar e de seu irmão, o rei Shazenam.



A história do livro se baseia, na traição que o rei Shariar tem de sua esposa, e o seu irmão que também foi traído. Quando o rei descobre sobre as traições ele resolve que toda a noite iria ficar com uma mulher, e ao amanhecer ira mandaria o vizir assassiná-la.



Depois de varias noites que o rei passava cada dia com uma das mais belas moças que tinham nas redondezas, e mandava  mata-la pela manha. Apareceu uma jovem com o nome de Sherazad. Uma beleza inconfundível, que sabia sobre varias culturas, conhecia varias estórias literárias e falava vários idiomas. Está bela moça era a filha do visir, depois de muito tempo angustiada pelo o que estava havendo com as moças das rendo densas pediu seu pai para que ela fosse escolhida para aquela noite. Seu pai não deixou muito fácil foi preciso existência de sua parte.



Ela tinha um plano de chamar sua irmã para a ajudar a contar uma de suas lindas historias para o rei. Sua ideia deu certo pois o rei se apaixonou pelas historias e todas as noites ela contava uma das historias a ele, após mil e uma noites ela revelou como era o fim de todas fazendo neste tempo com que o rei mudasse seu pensamento sobre as mulheres e passando a amar Sherezad, e a admirando por tamanha coragem para enfrentar o medo da morte, o rei Shariar casa com Sherezad e ela se torna a esposa do rei.



 Notícia de  traição: http://www.hojeemdia.com.br/minas/homem-mata-mulher-apos-saber-que-era-traido-em-laranjal-1.75651


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário